Ídolo do PSG e São Paulo deve trair o movimento e virar acionista de rival

0

Um dos maiores ídolos da história do São Paulo e também do PSG, Raí já a alguns anos começou uma empreitada como cartola no futebol. Após inclusive passar 4 anos como diretor no Tricolor, o ‘Terror do Morumbi’, vai começar mais uma nova jornada, como investidor de um time em Paris, porém, não é o PSG e sim o Paris FC.

Clube bem menos badalado do que o bilionário time da mesma cidade, o Paris FC tem um projeto ambicioso de chegar a primeira divisão nacional. Segundo o jornal francês RMC Sport, Raí entraria como um acionista do time da capital do país e já estaria com conversas avançadas junto ao ‘dono’ do Paris, Pierre Ferracci.

“Esta é uma notícia que pode prejudicar os torcedores parisienses. Lenda do Paris Saint-Germain, Raí poderia chegar na organização do Paris… FC. Segundo nossas informações, o brasileiro já discute há várias semanas com líderes parisienses sobre uma possível colaboração cujos contornos não estão definidos. O ex-meio-campista ofensivo está próximo de algumas pessoas interessadas em investir no futebol francês; e o Paris FC, por meio de seu presidente e acionista majoritário Pierre Ferracci, nunca foi fechado para uma nova abertura de capital”, revelou o RMC Sport em publicação.

Raí já foi embaixador do PSG em 2007, agora, deve atuar como cartola em um tive rival da onde foi ídolo.

Passagem de Raí na diretoria do São Paulo

Raí chegou ao São Paulo para ser diretor de futebol na mesma época em que Ceni começava sua carreira como técnico.

O objetivo da diretoria na época era se apoiar em nomes históricos do clube e que tem grande identificação com a torcida, para tentar ‘arrumar a casa’. Porém, não foi o que aconteceu.Rogério Ceni foi demitido meses depois de ser contratado. Raí permaneceu por 4 anos ainda no São Paulo, no entanto, após críticas da torcida e problemas internos, deixou o cargo em 2021 junto com a demissão de Diniz, cujo ele não concordava.

Raí ficou marcado por ser um dos dirigentes que bancou a chegada de Pablo ao Tricolor. A maior contratação da história do time, hoje também é tida como um dos maiores fracassos.

Atualmente, o cargo que Raí exercia está sob o posto de outro ídolo são paulino, Muricy Ramalho, que vem fazendo um bom trabalho, ao lado de Júlio Casares, que vem buscando uma gestão mais consciente depois de anos de manchas na história do tri campeão do mundo.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino e siga o melhor site sobre o Tricolor no Instagram.

- Publicidade -