São Paulo aparece em lista de mais gastadores de 2021 com 57 milhões

0

O São Paulo é um dos times da Série A do Campeonato Brasileiro que mais gastou com o futebol profissional de 2020 para 2021. Segundo levantamento da consultoria XP, o Tricolor Paulista aparece na quinta colocação, atrás apenas de quatro equipes, sendo uma delas o Palmeiras (recentemente bicampeão da Libertadores) e o Atlético-MG (atual campeão nacional).

O líder do Ranking é justamente o Palmeiras, que gastou 196 milhões de reais a mais em 2021 com o futebol profissional. Já na segunda colocação fica o Red Bull Bragantino, muito atrás do Verdão em termos de gastos, uma vez que desembolsou 84 milhões para formar a sua equipe.

Na terceira colocação vem o Fluminense, com 82 milhões de reais gastos; na quarta, o Atlético Mineiro, com 71 milhões de reais gastos. Já o São Paulo investiu 57 milhões de reais para formar a sua equipe de 2020 para 2021, ficando a frente até mesmo do Flamengo, que vem uma posição abaixo.

O levantamento da XP, no entanto, alerta para uma questão um tanto quanto delicada para o São Paulo e outros clubes. Isso porque, no último ano, tanto o Tricolor Paulista quanto o Atlético Mineiro e Internacional gastaram mais do que arrecadaram, se colocando em posição difícil em questões financeiras.

Desde que Júlio Casares assumiu a presidência do São Paulo, no primeiro dia de janeiro de 2021, o São Paulo gastou 65,5 milhões de reais em transferências de jogadores. Ao todo, foram 16 contratações na recente gestão do presidente tricolor, das quais pode-se dizer que apenas uma vingou por completo: a do centroavante Jonathan Calleri.

Nesse meio tempo, a equipe paulista conquistou apenas um título, o do Campeonato Paulista de 2021. No ano passado, caiu na Libertadores e Copa do Brasil e terminou o Brasileirão na décima terceira colocação.

- Publicidade -