Zubeldía será obrigado a deixar o comando do São Paulo


Nesta quarta-feira (3), o São Paulo bateu o Athletico-PR por 2 a 1, em Curitiba, e assumiu o quarto lugar na tabela do Campeonato Brasileiro. Os gols foram marcados por Calleri e Ferreirinha. Fernandinho fez o de honra do time do Paraná.

Além dos dois que marcaram os gols do São Paulo, o técnico Luis Zubeldía também estará suspenso para a próxima partida. Enquanto os atletas receberam cartões amarelos, ele e seu assistente, Maxi Cuberas, foram expulsos. Provavelmente um outro membro da comissão técnica assumirá o posto. 

O Tricolor recebe o Red Bull Bragantino neste sábado (6), às 20h (de Brasília), no Morumbis. Apesar de já ter que se preocupar com o adversário de Bragança, Zubeldía analisou a partida contra o Athletico e fez questão de elogiar a equipe são-paulina. 

“O Athletico, nos primeiros minutos, teve algumas finalizações ao gol. Fizemos o gol, tivemos controle e domínio do jogo.

Rapidamente chegaram ao empate e mesmo assim tivemos o controle do jogo. No segundo tempo, nos faltou sair da pressão que o Athletico fez com sua torcida”, iniciou, antes de completar:

“Mas fizemos um gol num momento justo na segunda parte. Isso é o que acontece quando tem um centroavante com faro, com experiência, qualidade do Calleri.

Aproveitou um erro e fez o gol. Depois, sofremos como um visitante contra um bom time. Mas eu gostei do trabalho do time, venho gostando do trabalho do time e temos de seguir por este caminho”, complementou.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

SPFC deve ir com força máxima no sábado

Em relação ao duelo contra o Red Bull Bragantino, que pode manter o São Paulo entre os quatro primeiros colocados no Brasileirão, Zubeldía garantiu que não deve poupar nenhum jogador que estiver em condições de jogo. 

“Na verdade, o que eu tenho aprendido aqui é que a partida que vem é a mais importante. O que estamos tentando fazer é o melhor possível em cada partida, jogar com a melhor energia possível, aproveitar o pouco tempo que temos de preparação e que daqui a pouco os jogadores mantenham participação. A ideia seria não mudar muito de uma partida para a outra. Só tirar quem está lesionado ou suspenso, para que o time vá ganhando forma e tenha consistência. Fizemos um bom jogo. Vamos seguir brigando, trabalhando, para ter essa identidade”, finalizou o técnico.