Zagueiro Breno sumiu após ganhar bolada na Justiça

Cria das divisões de base do São Paulo e alçado aos profissionais durante a temporada de 2007, o zagueiro Breno precisou de pouquíssimo tempo para atingir o estrelato. Vice-campeão da Copinha naquele ano, ele seria peça fundamental para a conquista do Campeonato Brasileiro sob o comando do histórico Muricy Ramalho.

Participando ativamente do bicampeonato consecutivo do Tricolor, Breno foi eleito como a Revelação do Campeonato e chamou a atenção do futebol europeu. Tanto que o gigante Bayern de Munique, da Alemanha, não se importou em pagar incríveis 12 milhões de euros (R$ 33 milhões de reais na cotação da época) para contratá-lo.

As excelentes atuações pelo São Paulo, no entanto, não se repetiram em seu novo clube. Sofrendo com lesões, o frio e a saudade de casa, Breno foi reserva em suas primeiras temporadas e pouco atuou no Bayern: foram apenas 35 jogos disputados entre 2008 e 2012. Sua estadia na Alemanha ainda acabaria em polêmica.

Deprimido com os seguidos problemas físicos, o brasileiro teria provocado um incêndio em sua própria casa e acabou preso. Cumprindo pena no país europeu, ele só voltaria a atuar em 2015. E justamente pelo São Paulo, mas longe do sucesso de sua primeira passagem. Breno ainda passaria pelo Vasco entre 2017 e 2020.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Encerrando sua carreira no Rio de Janeiro, o ex-São Paulo resolveu “sumir do mapa” desde então. Acionando o Cruz-Maltino na Justiça, o zagueiro recebeu R$ 6 milhões e optou por um estilo de vida recluso. Nas redes sociais, por exemplo, Breno não posta coisas relacionadas a sua vida pessoal desde julho de 2021.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.