Xodó de Carpini acaba escanteado no São Paulo

Antes do final da temporada passada, o São Paulo havia acertado um pré-contrato com o atacante Erick, que defendia as cores do Ceará. Chegou no Tricolor em janeiro deste ano, ganhou muitos minutos com Thiago Carpini, mas agora, sob o comando de Luis Zubeldía, acabou perdendo seu espaço na equipe.

Segundo o UOL Esporte, o habilidoso jogador foi titular em somente dois dos 14 comandados pelo treinador argentino. Começou entre os onze nas partidas contra o Águia de Marabá, pela terceira fase da Copa do Brasil. Vale destacar que Zubeldía optou por escalar equipes reservas nas partidas de ida e volta.

O atacante acabou saindo do banco de reservas em seis oportunidades, totalizando oito de 14 jogos com o novo treinador. Não saiu do banco em outras seis. A última partida que atuou foi no empate sem gols contra o Internacional, no Heriberto Hulse, no último dia 14, pelo Brasileirão.

A situação é completamente diferente quando comparada ao período em que Carpini era o treinador. Isso porque Erick foi acionado em 13 das 18 partidas com o antecessor de Zubeldia. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O treinador argentino enxerga algumas opções à frente do brasileiro, como o próprio Wellington Rayo, que retornou de lesão recentemente. Michel Araújo também se tornou uma peça de confiança.

Ferreira é outro que chegou a ser titular com Carpini mas perdeu espaço com a troca de técnico. Voltando a Erick, o atacante acumula 21 partidas pelo São Paulo, com dois gols marcados e três assistências distribuídas.