Vítor Pereira acionou o Corinthians

Antes nome desconhecido dentro do futebol brasileiro, o técnico português Vítor Pereira tornou-se um dos nomes mais comentados no país após trabalhos por Corinthians e Flamengo. Sem conquistar títulos tanto em São Paulo quanto no Rio de Janeiro, o experiente treinador retornou à Europa sem deixar saudades nas duas torcidas.

Hoje no comando do Al Shabab, da Arábia Saudita, após longos meses livre no mercado, o treinador retornou para “assombrar” o Corinthians nos últimos meses. Tudo graças a uma cobrança de R$ 7,5 milhões pelo não recebimento de verbas referentes a FGTS, férias e 13º salário durante os quase nove meses em que esteve no clube.

O caso ganhou novidades na manhã desta segunda-feira (01). Enquanto o Corinthians se preparava para enfrentar o Palmeiras, em partida válida pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro, Vítor Pereira e advogados do arquirrival do São Paulo realizaram uma audiência por vídeo para buscar um acordo quanto ao valor em aberto.

E, segundo informações do portal ge.globo, a reunião não teve um final feliz, com as partes não chegando a um acordo. Assim, a ação movida pelo treinador contra o ex-clube irá a julgamento em 22 de julho. O português também moveu um processo na Fifa, com a entidade determinando que o Corinthians lhe pague R$ 2,6 milhões.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Deixando o clube no fim de 2022, o português alegou questões familiares para não renovar o contrato, mas logo em seguida acertou com o Flamengo, gerando revolta nos corintianos e também no então presidente Duílio Monteiro Alves. “Persona non grata” no Alvinegro, o treinador acumularia decepções no Rubro-Negro em 2023.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.