Venda de Pablo Maia por R$ 80 milhões não será suficiente para o São Paulo

Pablo Maia vem se tornando cada vez mais uma peça fundamental no meio-campo do São Paulo. Promovido ao time principal em 2022, ele mostra a maturidade e um futebol de um veterano, mesmo tendo apenas 21 anos de idade.

Justamente por conta disso, ele deverá receber diversas propostas de transferências nas próximas semanas. Ciente da situação, a diretoria do Tricolor deve negociá-lo em caso de ofertas que beiram os 15 milhões de euros (cerca de R$ 80 milhões), cifras parecidas com as que o clube avaliou uma possível venda de Beraldo no futuro.

Todavia, ao contrário do zagueiro de 19 anos, o SPFC enxerga Pablo como um jogador mais pronto para atuar no alto nível europeu, principalmente na Premier League (primeira divisão inglesa), maior liga do mundo.

Por sinal, o Fulham, da Inglaterra, chegou a sondar o volante através de uma proposta de 7,5 milhões de euros (quase R$ 40 milhões) ao Tricolor. Por considerar os valores muito baixos, o clube sequer negociou.

O São Paulo é dono de 85% dos direitos econômicos do atleta, que renovou seu vínculo recentemente até o final de 2027. O contrato anterior se expirava em 2024.

Pablo Maia vem sendo o destaque do Tricolor no meio, e atuou em 23 dos 28 jogos da temporada, marcando três gols. Sob o comando do técnico Dorival Júnior, tornou- se um homem de confiança, atuando como titular em nove das 11 partidas com o treinador.

Problemas no orçamento do Tricolor

Em dezembro, o Conselho Deliberativo do São Paulo aprovou a previsão do orçamento do clube para este ano. No documento, a principal forma de receitas é através da venda de atletas. O valor estimado é de R$ 135 milhões.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O grande problema é que a janela de transferências do início do ano não contou com nenhuma grande venda, o que pode forçar o Tricolor a negociar ainda mais atletas, além de Pablo Maia. 

Sua venda pode gerar R$ 80 milhões, faltando R$ 55 milhões para atingir a meta. Logo, nomes como Beraldo, Nestor e outros jovens de Cotia podem acabar se despedindo do Morumbi a partir de julho.

A outra opção seria contar com transferências de atletas que o clube ainda mantém uma porcentagem. Em 2022, o Tricolor lucrou com as negociações de Casemiro e Antony.