Urgente: Rival alvinegro acaba de ser acionado na FIFA após contratação

A longa novela envolvendo a contratação do técnico Fábio Carille pelo Santos ganhou mais um capítulo nesta sexta-feira, dia 19. O V-Varen Nagasaki, clube japonês que empregou o brasileiro até o ano passado, anunciou em seu site que acionou a FIFA e processou o Peixe por entender que tem o direito a ser ressarcido pelo negócio.

Na nota, os dirigentes japoneses afirmam que tentam negociar com o Santos desde o dia 20 de dezembro, quando Carille foi apresentado como o comandante do Alvinegro para as disputas do Campeonato Paulista e da Série B do Campeonato Brasileiro. Eles ainda dizem que estão “visando uma resolução amigável”.

Se mostrando surpreso com a apresentação de Carille no último mês, o V-Varen acredita que tem o direito a multa de cerca de R$ 7,3 milhões pela quebra de contrato. Já a nova diretoria do Santos entende que não deve qualquer valor ao clube japonês. A versão do Alvinegro é que o contrato de Carille na Ásia se encerrou em 1º de janeiro.

No Japão, os são renovados automaticamente a cada 11 meses, por questões tributárias. Ou seja, o vínculo de Carille com o V-Varen teria encerrado em janeiro e seria prorrogado somente em fevereiro. Neste meio tempo, o Santos achou uma brecha e já até inscreveu o treinador no BID da CBF, liberando-o para a estreia do Paulistão.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Em entrevista coletiva, o presidente Marcelo Teixeira falou sobre o caso: “É um direito do clube japonês. Vamos acompanhar, como já foi noticiado. Para nós é um assunto que será acompanhado juridicamente. O técnico continua. Não tememos nada com relação à multa envolvendo uma questão própria de Carille com o clube”.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.