Urgente: juiz disse que só aceitaria presente de Abel Ferreira de forma privada

Depois do duelo que terminou no empate em 1 a 1 entre Atlético-MG e Palmeiras, Abel Ferreira virou pauta dos esportes esportivos. Primeiro porque tomou o celular de um jornalista na zona mista do Mineirão, e depois por ter tentado dar um presente ao quarto árbitro do duelo, Ronei Candido Alves, pela “paciência” que teve com o portugues na partida;

Ronei Candido Alves disse ao treinador que,por estar em um ambiente público e perto dos holofotes, não podia aceitar a camisa no momento, mas que iria pedir para alguém buscá-la posteriormente.

Em contato do Superesportes com alguns ex-árbitros do país, nenhum deles afirmou que a prática é considerada ilegal pela CBF, tanto dentre ou fora dos estádios do país. Por sinal, presentear com camisas e afins é algo muito comum na Série A do Brasileirão.

“Posso afirmar que em 90% das partidas realizadas no Brasil a equipe mandante presenteia a equipe de arbitragem com camisas. E não é só uma camisa para o árbitro, e sim uma camisa para cada membro da arbitragem. Normalmente essas camisas são enviadas aos vestiários dos árbitros pelas pessoas que representam o clube. É mais difícil ser entregue por técnico ou jogador”, disse o ex-árbitro Marcelo Marçal.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Prática comum no futebol brasileiro

Fabrício Neves Corrêa, árbitro da Federação Gaúcha de Futebol (FGF) entre 1996 a 2016, também foi outro que confirmou a prática, e revelou que já recebeu diversos presentes dos clubes, incluindo um uniforme personalizado.

“É muito normal, às vezes nem sabemos o que vamos receber. Não vou mentir: apitei 20 anos pela FGF e 15 anos pela CBF e eu tinha duas malas completas de camisas, meiões e calções. É uma relação tão próxima, de tanto respeito que tem entre arbitragem, jogador e diretor que eles oferecem”, contou.

De uma forma geral, o responsável pela entrega das cortesias é um supervisor das equipes, que costuma ser realizada antes ou depois dos jogos. Até por isso que a atitude de Abel Ferreira acabou chamando atenção, já que ele estava na zona mista, em meio a jornalistas e jogadores.