Urgente: Especialista afirma que o Campeonato Brasileiro foi manipulado

Depois de perder o Campeonato Brasileiro de maneira quase inacreditável para o Palmeiras, o Botafogo foi atrás de uma empresa para tentar justificar o título perdido. Dono da SAF do clube, o empresário John Textor entrou em contato com a Good Game!, empresa francesa fundada em 2019 para analisar e fazer relatórios de diferentes esportes.

Por sinal, a mesma foi contratada pela Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj) para fazer relatórios de algumas partidas do Campeonato Carioca, em especial os duelos da fase final e clássicos.

O atual CEO da Good Game! é o francês Thierry Hassanaly, que agora prestará serviço à federação carioca. Ele quer ajudar a arbitragem brasileira, mas também identificar possíveis esquemas de manipulação de resultados dentro do futebol. 

Por sinal, Thierry garantiu que existem provas de que o último Brasileirão pode ter sido manchado por alguns esquemas de manipulação. Vale lembrar que essa foi uma tese trazida por John Textor depois de dar adeus do título.

“Temos muitos clientes, federações, clubes, serviços de investigação policial e de justiça e também casas de apostas. Para casas de apostas, monitoramos partidas de competições de vários lugares, do Brasil, África, Meio Oeste, América do Sul. Sobre algumas partidas do Brasileirão, baseado em nossas ferramentas, tecnologia e soluções, estamos 99% convencidos de que alguns jogos foram manipulados”, disse.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Vale lembrar que o francês teve participação fundamental na condenação do sérvio Nikola Karabatic, jogador de handebol que atuava no Montpellier, além de mais de 15 pessoas. Ele criou um jeito de analisar os duelos de diferentes esportes e levantar dados para comprovar ou não a presença de algum esquema.

“É muito difícil que a manipulação envolva todo o time, todos os jogadores. Normalmente, um, dois ou três jogadores. Tudo que produzimos pode ir para o tribunal. Tudo que dizemos tem que ser 99% correto. Por isso, quando dizemos que uma partida é manipulada, temos 99% de certeza, porque podemos ir para o tribunal, costumamos ir ao tribunal, civil e esportivo. Não significa que você possa ir ao tribunal e ser condenado apenas baseado em um relatório da Good Game!. Tem que haver outras provas”, disse, em entrevista ao Globo Esporte.