Única condição para Matheus Henrique jogar no São Paulo é exposta

O São Paulo quer aproveitar a janela de transferências de julho para reforçar algumas posições. Uma delas é a de volante, uma vez que Pablo Maia, titular absoluto, precisou passar por uma cirurgia e só voltará aos gramados no segundo semestre. Além disso, deve perder Damián Bobadilla para a seleção paraguaia durante a Copa América.

Um dos nomes mais comentados nas últimas semanas foi o de Matheus Henrique, que defende as cores do Sassuolo, da Itália, equipe que acabou caindo para a segunda divisão nesta temporada.  O Tricolor não é o único interessado, já que Cruzeiro e Grêmio prometem investir forte no volante brasileiro. Do outro lado, o jogador quer retornar ao Brasil.

De acordo com informações divulgadas pelo portal Bolavip Brasil, o São Paulo já teria entrado em contato com Matheus Henrique, que se animou com o que ouviu dos diretores do clube. Contudo, convencer o Sassulo não deve ser fácil.

Sassuolo deve fazer jogo duro pela liberação

Se por um lado o volante quer retornar ao Brasil, o Sassuolo deve fazer jogo duro pela liberação. Ele tem contrato até junho de 2026 com o clube italiano e não deve sair a custo zero. A ideia do Sassuolo é lucrar com uma transferência para melhorar o elenco visando o retorno à Série A. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

A equipe italiana não deve vendê-lo por menos de 8,5 milhões de euros (cerca de R$ 49 milhões na cotação atual). Este é o valor de mercado avaliado pelo site Transfermarkt, especialista no mercado da bola. O SPFC não pagará esse montante.

O “trunfo” do São Paulo é convencer o Sassuolo a liberá-lo por um empréstimo, já que ele pode acabar se valorizando atuando no futebol brasileiro, podendo, quem sabe, alcançar novamente a Seleção Brasileira.