Um dos maiores zagueiros do Brasileirão deixou o São Paulo de graça

O zagueiro Kaique Rocha se tornou um dos destaques absolutos do sistema defensivo do Athletico-PR. O que poucos sabem é que o atleta já defendeu a base do São Paulo quando era menor, mas não acabou sendo aproveitado. Livre no mercado após o final de contrato com a Sampdoria, da Itália, fechou a custo zero com o CAP até o final de 2026.

Com somente 21 anos, Kaique é considerado um grande talento. Apesar de ser destro, pode atuar em ambos os lados da defesa. Por sinal, é o jogador com a maior estatura do elenco da equipe, com 1,95m.

“Gosto muito de observar os melhores da minha posição. Por isso, procuro desenvolver minha qualidade técnica, minha saída de jogo. Também sou um jogador alto, que procura ter um bom jogo aéreo. Mas também sou um zagueiro veloz”, disse ao site oficial do CAP.

Kaique é nascido na capital paulista, mais precisamente em Taboão da Serra. Iniciou sua trajetória nas categorias de base do Santos aos 13 anos de idade até subir à equipe principal.  Atuou ao lado de alguns jogadores conhecidos formados na Vila Belmiro, tais como Rodrygo, do Real Madrid, Marcos Leonardo, do Benfica, e Yuri Alberto, do Corinthians.

“Comecei a jogar num campo de terra, na frente da minha casa. Eu era um menino muito agitado. E meu pai começou a me levar para os campos para gastar essa energia que eu tinha. Foi a partir daí que tudo começou, que começou a minha paixão pelo futebol”, comentou.

Passagem pela Europa e retorno ao futebol brasileiro

Foi vendido para a Sampdoria em 2019, antes mesmo de estrear pelo time profissional. Defendeu a equipe sub-20, e acabou só entrando em campo em dois duelos pelo time adulto.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“Nos dois anos em que estive na Itália, pude aprender muito. Aprendi bastante também com o Claudio Ranieri, que para mim é um dos melhores técnicos em sistema defensivo”, disse o defensor.

Sem espaço no futebol europeu, foi emprestado ao Internacional entre agosto de 2021 e dezembro do ano seguinte. Acabou deixando o clube de Porto Alegre depois de não ter sido comprado em definitivo. O Athletico viu a oportunidade e o contratou.

“Fico muito feliz em poder trabalhar ao lado de bons profissionais como o Thiago Heleno, que é uma referência na posição. O Athletico é um clube gigante, que vem conquistando títulos importantes e chegando à decisão de várias competições. Vejo um projeto muito bom aqui”, concluiu Kaique Rocha.