Tricolor se envolve em nova polêmica por venda de Marquinhos; entenda

0

A venda do atacante Marquinhos ao Arsenal segue rendendo novas polêmicas ao Tricolor. A OTB, uma das empresas responsáveis por gerir a carreira do jogador, emitiu uma nota na última terça-feira (14) afirmando que a TFM, parceira no gerenciamento de Marquinhos, tentou negociar o atleta com o Wolverhampton, também da Inglaterra, sem o consentimento do São Paulo.

Na nota, a OTB disse que a ideia da TFM era que Marquinhos fosse vendido ao clube inglês e depois emprestado ao Grasshopper, da Suíça.

Entre os membros da diretoria Tricolor, há um certo alívio pela venda do jogador ao Arsenal, em negociação que acabou sendo intermediada apenas pela OTB. O risco de perder o atacante de graça, como ocorreu em outros casos de jovens revelados em Cotia, era um dos medos do São Paulo. A diretoria viu com bons olhos a transferência que renderá cerca de R$ 18 milhões aos cofres do clube.

Pela lei válida na FIFA, o contrato de Marquinhos com o São Paulo até 2024 não tinha validade, o que aumentava o risco de uma possível saída sem custos.

Marquinhos foi anunciado pelo Arsenal no último dia 13

O atacante brasileiro foi anunciado pelo Arsenal na última segunda-feira (13) nas redes oficiais do clube. “Welcome to North London, Marquinhos”, disse a publicação do clube inglês.

Edu Gaspar, diretor técnico do Arsenal, comentou sobre a contratação de Marquinhos: “Estamos felizes de ter completado essa transferência com o São Paulo, já que o Marquinhos é um atleta que estamos observando há algum tempo. Ele tem 19 anos, muito jovem, então é um jogador para o futuro”, disse.

Marquinhos estreou no profissional do São Paulo em 2021 e anotou quatro gols em 42 jogos disputados.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino e siga o melhor site sobre o Tricolor no Instagram.

- Publicidade -