Torcedor São-Paulino, Caçulinha, do Faustão, tem nova profissão após deixar a TV

Com recém completados 84 anos de idade, Rubens Antonio da Silva, o Caçulinha, continua sendo lembrado por muitos brasileiros. É conhecido por ser instrumentista do programa “Domingão do Faustão”  por 26 anos, depois do destaque no cenário musical entre os anos 1960 e 1970. Apesar da vontade de trabalhar com Youtube, ele se mantém longe das câmeras.

Além dele, artistas de nome como João Gilberto, Elza Soares e Elis Regina também se destacam na época. Foi lembrado em 2015, durante aparição no programa comandado pelo apresentador Ronnie Von, na TV Gazeta. Em 2019, realizou o show “60 Anos de Música” no “Todo Seu”.

Foi dispensado da TV Globo no final de 2014, emissora que passou a maior parte de sua carreira. Sempre era lembrado por seu bom humor, já que eram comuns diversas brincadeiras com o elenco.“Que instrumento você tocava no Titanic, Caçulinha?”ou “Faz um solo aí para aquela garota que saiu para namorar e não conseguiu nada”, são exemplos das brincadeiras com Faustão.

Apesar da saída da Globo, manteve amizade com Fausto Silva, que teve início em Campinas, ainda quando o apresentador era o responsável pelo programa “New Pop Internacional”. A parceria se estendeu para a rádio Jovem Pan e Globo.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

60 anos como músico

Em novembro de 2019, Caçulinha gravou um show ao vivo junto a Daniel e Wanderléa para comemorar as seis décadas de sua carreira musical. Seu primeiro disco foi lançado em 1959 pela gravadora Todamérica.

Começou a tocar acordeon com somente oito anos de idade, e garantiu experiência ainda quando criança. Com somente 15 anos, formou uma dupla com seu pai, Mariano, surgindo o apelido de Caçulinha, já que seu tio tinha a alcunha de Caçula, que chegou a fazer dupla com Mariano.

O são-paulino iniciou seu trabalho na televisão após um convite de Elis Regime para o programa “Fino da Bossa”, em 1959, criado pela TV Record. Na época, Vinicius de Moraes elogiou o músico.