Tite se manifesta condenação de Daniel Alves

Após a vitória diante do Fluminense neste domingo (25), o técnico Tite foi questionado sobre a condenação de Daniel Alves. O lateral tera que cumorir uma pena de quatro anos e meio de prisão por estupro cometido no final de 2022. O treinador admitiu que os erros devem ser punidos, mas que não pode “fazer julgamento” neste momento.

“Eu não posso fazer julgamento não tendo todos os fatos e todas as informações verdadeiras, eu posso falar conceitualmente. Conceitualmente, todo erro deve ser punido. Agora, eu não sou julgador e não tenho todos os fatos”, disse.

Ambos trabalharam juntos na Seleção Brasileira desde 2016, quando Tite assumiu o comando. Daniel não atuou na Copa do Mundo de 2018 por conta de uma lesão, mas foi o capitão na conquista da Copa América em 2019. Foi convocado para disputar o Mundial de 2022, no Catar, dividindo opiniões entre os torcedores e jornalistas.

 “Há uma etapa de um profissional que trabalhou comigo, agora existem outras etapas profissionais e pessoais que ele também exerce e que eu também não conheço e não posso julgar”, continuou Tite.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Tite compara situação de Daniel Alves com a de Neymar

Ainda na mesma coletiva, o treinador do Flamengo fez uma comparação entre a situação de Daniel com a de Neymar, enquanto estava na Seleção Brasileira.. Na época, o atacante havia sido acusado de estupro

“Quando eu fui em uma entrevista coletiva que houve um problema com o Neymar, foram 24 perguntas e eu tive que responder 18 a respeito, e eu disse a mesma coisa. Eu não tenho conhecimento aprofundado sobre isso, mas quem erra deve ser punido. Foi assim que eu aprendi e assim que eu fui educado pelo meu pai”, finalizou.