Thiago Carpini fala sobre reforços do São Paulo

Contratado para o lugar de Dorival Jr., agora técnico da Seleção Brasileira, o jovem Thiago Carpini, de apenas 39 anos, permanece invicto à frente do São Paulo na temporada. Em seis compromissos até aqui, o novo treinador são-paulino soma quatro vitórias, dois empates o inédito título da Supercopa do Brasil contra o Palmeiras.

De bem com a vida, Carpini concedeu entrevista coletiva após o importante triunfo por 3 a 0 sobre o Água Santa, seu ex-clube, que garantiu ao Tricolor a liderança isolada do Grupo D do Campeonato Paulista. Entre tantos assuntos, como a imitente saída de James Rodríguez, o técnico falou também sobre a possibilidade de reforços.

“Claro que começamos a criar alternativas para outros setores que entendemos que talvez precisemos buscar outra coisa, mas não tem pressa. Não que não tenha necessidade. Hoje, para estar no nosso grupo, a escolha tem de ser bem assertiva. Temos um grupo qualificado. Para suprir as perdas, tem de ser algo bem pensado”, garantiu.

Já classificado para a fase de grupos da Copa Libertadores da América, o São Paulo foi até o mercado de transferências e acertou as chegadas de Erick, Luiz Gustavo, Damián Bobadilla e Luiz Gustavo. O clube ainda busca um lateral-esquerdo e um centroavante na janela.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

São Paulo gastou R$ 50 milhões na janela

Segundo informações do portal ge.globo, o São Paulo foi o quarto clube brasileiro que mais gastou para reforçar o seu elenco para a atual temporada. Para contar com seus quatro reforços, o Tricolor desembolsou R$ 50,2 milhões.

O montante só é menor que os de Corinthians, com R$ 122 milhões, Flamengo, que gastou incríveis R$ 79 milhões somente pelo meia uruguaio Nicolás De la Cruz, e Palmeiras, que investiu R$ 77,5 milhões por Aníbal Moreno, Bruno Rodrigues e Caio Paulista.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.