Thiago Carpini encerra ciclo no São Paulo após fracasso no Paulistão

A derrota do São Paulo para o Novorizontino veio acompanhada de uma notícia impactante nos pós-jogo do tricolor. Contratado após a saída de Dorival Júnior para a Seleção Brasileira, Thiago Carpini encerrou o ciclo que mantinha que a tranquilidade do clube.

Logo após completar um ano sem ser eliminado nos pênaltis, algo que havia acontecido no Paulistão do ano passado, quando o próprio Carpini conduziu o Água Santa em campanha de destaque, foi a vez do treinador agora acabar com esse histórico positivo recém alcançado.

Em 2023, no dia 13 de março, o São Paulo foi eliminado para o Água Santa ao perder dois pênaltis nas quartas do Campeonato Paulista. Na ocasião, o clube entrou em campo ostentando 5 anos sem nenhuma eliminação nos pênaltis.

Reconquistando um bom período de vitórias nas penalidades, inclusive com título contra o Palmeiras, na Supercopa do Brasil, neste ano, foi a vez da Carpini acompanhar o encerramento deste ciclo. Após um ano e quatro dias, o São Paulo está novamente perdendo uma partida decisiva nos pênaltis.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Torcida questiona escolhas

Após ser criticado por decisões durante os 90 minutos, Carpini também foi questionado sobre James Rodríguez ficar de fora da lista de batedores, além do fato de Galoppo, considerado o melhor batedor do clube, ficar no banco de reservas a partida inteira.

James entrou na segunda etapa, participando de poucos minutos e não conseguindo conduzir o São Paulo a virada. Já Galoppo, apontado como especialista nos pênaltis, não foi chamado nem nos minutos finais e ficou de fora da lista de batedores.