Técnico do Benfica não se cala sobre saída de Di María

Cria das canteiras do Rosario Central e com passagens marcantes por Real Madrid, Manchester United, Paris Saint-Germain, Juventus e Seleção Argentina, o meia-atacante Ángel Di María promete movimentar a próxima janela de transferências. Tudo porque seu atual compromisso com o Benfica está bem próximo do fim.

Ídolo em Portugal, o argentino tem vínculo válido somente até junho deste ano e já pode assinar um pré-contrato com qualquer outro clube interessado em contar com seu futebol. Nos últimos meses, o craque deu indícios de que retornaria ao seu país natal para defender o clube que o formou, mas o pensamento mudou recentemente.

Campeão do mundo pela Argentina em 2022, Di María viu seus familiares receberem ameaças de morte caso tope voltar a jogar no Rosario Central no segundo semestre da temporada. Após a notícia, o astro chegou a ter seu nome comentado em clubes brasileiros como Grêmio, Internacional, Flamengo e São Paulo.

Uma outra possibilidade, no entanto, é a sua permanência no Benfica. Dono de 15 gols e 10 assistências em 40 jogos disputados na atual temporada europeia, Di María foi tema de entrevista coletiva do alemão Roger Schmidt, atual comandante benfiquista. Segundo ele, a permanência do jogador não é tão simples.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“O plano dele era jogar uma temporada no Benfica e depois talvez tomar outra decisão. Não sei o que ele pretende, mas continua em grande forma, é um jogador fantástico, jogador-chave. Ele vai tomar a decisão com a sua família e veremos qual será. Seria bom manter um jogador como ele no verão, mas não sei se é possível”, disse.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.