Surpresa grande: Sampaoli foi demitido antes da final

Jorge Sampaoli está na corda bamba no Flamengo. O treinador argentino perdeu o elenco e muitos funcionários, atletas e membros da direção pressionaram o presidente Rodolfo Landim para uma demissão imediata, antes do segundo jogo da final da Copa do Brasil contra o São Paulo, marcada para este domingo (24), às 16h, no Morumbi.

Por sinal,não é a primeira vez que Sampaoli vive uma situação como essa. Quando comandava o Sevilla, da Espanha, deu adeus ao cargo em meio a disputa da Liga Europa da Uefa. Na ocasião,a equipe tinha acabado de se classificar para as quartas de final.

Contudo, a situação no Campeonato Espanhol não era boa, e o relacionamento com alguns atletas estava deteriorado. Com isso, os dirigentes optaram por encerrar o vínculo o mais rápido possível.

Sob o comando de José Luis Mendilibar, o Sevilla não só escapou do rebaixamento no torneio nacional, como foi campeão da Liga Europa,  batendo a Roma, de José Mourinho, na decisão. Eliminou gigantes do futebol anteriormente, como Manchester United e Juventus.

Sampaoli fica no cargo até domingo

Apesar da pressão interna, Jorge Sampaoli será o comandante do Flamengo na segunda partida da final da Copa do Brasil. Depois da derrota por 1 a 0 na ida, no Maracanã, o vice de futebol, Marcos Braz, garantiu a permanência do argentino, por hoa.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“Infelizmente não vieram os resultados que a gente acreditava e trabalhava para que viessem, não estão vindo. Agora chegar e fazer uma edição rápida de uma determinada pergunta, que é pertinente, acho que o quadro para ser avaliado é um pouco maior. A gente chegar e colocar só na conta de A, B ou C acho que não é justo, acho que não procede. Domingo vamos pro Morumbi com a grandeza do Flamengo para tentar reverter esse quadro e, claro, com Sampaoli de técnico”, disse Braz.