Senado Federal abre CPI para investigar manipulação de resultados no futebol brasileiro

Solenidade de posse dos senadores durante primeira reunião preparatória para 56ª Legislatura.À mesa, presidente da Mesa, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP).Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Nesta terça-feira (12), o Senado Federal divulgou que irá criar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para analisar e investigar casos de manipulação de resultados no futebol brasileiro. O pedido foi protocolado pelo senador e ex-atacante Romário.

O ídolo da Seleção Brasileira argumentou através de um relatório da SportsRadar, empresa conhecida mundialmente que analisa em tempo real tudo o que acontece nas casas de apostas. Em 2023, a mesma concluiu que 109 jogos do futebol brasileiro poderiam ter tido algum tipo de intervenção desta natureza.

Uma vez apresentado, o projeto passará pelas lideranças de cada partido para indicarem membros da comissão. Assim, o pedido sairá do papel, e deve contar com 11 titulares e mais sete suplentes, segundo informações divulgadas pelo portal Globo Esporte. A tendência é que as investigações durem 180 dias, mas podem acabar se estendendo. 

O pedido de Romário foi protocolado ainda na última semana, mas o caso se tornou ainda mais urgente após a investigação de mais um caso de manipulação de resultados no Campeonato Estadual do Distrito Federal. O ge confirmou que o Ministério Público do DF já cumpriu os mandados de busca de dois atletas do Santa Maria que estariam no esquema.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Após a análise das autoridades, chegaram à conclusão de que ambos teriam participado da manipulação dos duelos, através de pênaltis cometidos e gols contra marcados de forma proposital. Os celulares dos suspeitos foram apreendidos.