Se recusou a voltar para o São Paulo e agora disputa a 2ª divisão de Pernambuco

Cria das divisões de base do modesto Porto, de Pernambuco, e com passagens por Central, Náutico, Al Dhafra, Botafogo e Vitória, o atacante Rogério, hoje com 33 anos, chegou ao São Paulo em 2015 cercado de expectativas. Ele, no entanto, não conseguiu repetir o mesmo desempenho que alcançou no Leão da Barra.

No Morumbi, Rogério somou sete gols em 33 jogos disputados antes de deixar o clube rumo ao Sport já em 2016. Por lá, voltou a se destacar e despertou o interesse de Rogério Ceni, seu xará que acabara de virar técnico do São Paulo. Segundo o próprio atacante em entrevista ao ge, ele optou por recusar o retorno ao Tricolor.

“Eu escolhi ficar no Sport, Rogério Ceni me ligou e disse: quer voltar para o São Paulo? E eu falei: xará, agora é o momento de ficar aqui, porque vinha muito bem, joguei o segundo turno do Brasileirão pelo Sport e fiz, se não me engano, sete ou oito gols. Foi uma passagem muito marcante e escolhi ficar e não voltar”, revelou.

Longe do São Paulo, Rogério ficaria por mais duas temporadas no Sport antes de rodar por Bahia, Ceará, Juventude, Ferroviária, Pumas-MEX, CSA, Remo, Operário e Nacional-AM. Experiente, ele será a grande estrela do Vitória das Tabocas na disputa da Série A2 do Campeonato Pernambucano desta temporada.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“A gente está abraçando a causa do Vitória, vim para fazer história e se Deus quiser fazer um bom campeonato e ser campeão. Eu sabia que ia ser assim, muita gente falando por ser segunda divisão, mas hoje se você pegar os campeonatos são todos nivelados. E é uma oportunidade para que eu possa dar a volta por cima”.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.