São Paulo x Palmeiras pode ser anulado após arbitragem duvidosa?

Neste domingo (3), São Paulo e Palmeiras empataram em 1 a 1, em jogo muito disputado no MorumBis. Os gols foram marcados por Alisson e Raphael Veiga, de pênalti. Apesar da disputa, a arbitragem acabou se tornando protagonista do duelo.

Isso porque ainda no gol do SPFC, o volante Pablo Maia levou um pisão forte na canela. Na ocasião, Richard Rios, jogador do rival, foi advertido apenas com um cartão amarelo, e o lance não foi chamado pelo VAR.

Já na segunda etapa, o Palmeiras teve um pênalti duvidoso marcado ao seu favor. O goleiro Rafael foi sair com as mãos para socar a bola no ar, mas acabou pegando na cabeça de Murillo. O juiz foi chamado ao monitor do VAR, marcou pênalti, Veiga converteu e deixou tudo igual.

Diante disso, os torcedores e dirigentes do São Paulo se revoltaram com a atuação. Por sinal, o próprio presidente Julio Casares veio a público para repudiar a atuação da arbitragem na partida. Apesar das polêmicas, o jogo não tem qualquer chance de ser anulado.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Calleri discute com assistente

Após os 90 minutos, alguns jogadores  e diretores do São Paulo discutiram com os árbitros no túnel de acesso aos vestiários. Segundo o presidente, Calleri foi xingado por um deles.

“Foi um absurdo. A Federação Paulista, que nós apoiamos e faz o melhor campeonato do Brasil, não pode atuar dessa forma. Eu vi agora o auxiliar do árbitro xingando o Calleri, eu vi o auxiliar do Abel (Ferreira) rindo, ironizando, chega do Abel apitar jogo do Paulistão”, falou o mandatário são-paulino”, disse o mandatário.