São Paulo vence o Palmeiras e agora vai poder usar o Allianz Parque a vontade

Nesta terça-feira (5), os clubes da Série A do Brasileirão conseguiram duas vitórias junto à CBF para as próximas temporadas. Além do aumento no número de estrangeiros relacionados por jogo, as equipes foram permitidas de treinar na véspera dos jogos em estádios com gramado sintético.

Algumas partes defenderam o fim total da grama artificial, algo que não foi aprovado. Depois de muita discussão, foi acordado que os times visitantes poderão utilizar os estádios dos mandantes um dia antes dos jogos. Vale destacar que é apenas uma opção e não uma obrigação aos times.

O Botafogo foi o único a votar contra a medida. No final, o placar ficou 19 a 1 a favor da mudança. Depois, o clube carioca aceitou a pedida e trocou seu voto, aprovando a implementação da nova regra com unanimidade.

De acordo com informações divulgadas pelo portal UOL Esporte, o atual presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, era contrário à proibição total do sintético na edição de 2024 do Campeonato Brasileiro. Isso porque o torneio deve iniciar em cerca de um mês.

Por hora, a pauta relacionada a mesma mudança nos próximos anos não teve grande evolução. Contudo, a comissão nacional de clubes irá voltar a propor o tema visando a temporada do ano que vem.A CBF já havia emitido na última semana a regra de 2024 permitindo o uso de gramados sintéticos.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

SPFC sofreu com lesões sérias no Allianz em 2023

Essa era uma das principais reclamações do São Paulo, por exemplo, que sofreu com diversas lesões atuando no Allianz Parque em 2023. Agora, o técnico Thiago Carpini poderá promover uma sessão de atividades para se acostumar com o campo.

No caso, Nahuel Ferraresi e Giuliano Galoppo sofreram lesões graves em seus joelhos, e ambos ficaram de fora de praticamente toda a temporada passada. Rafinha precisou ficar um bom tempo fora, e Welington passou por uma cirurgia no tornozelo.