São Paulo vai ter que pagar o Corinthians para vender Lucas Moura

De volta ao São Paulo após longas 11 temporadas atuando no futebol europeu, o meia-atacante Lucas Moura teve um reencontro para lá de especial com o Corinthians no ano passado. No mês de agosto, o camisa 7 são-paulino anotou o segundo gol da vitória por 2 a 0 que garantiu o Tricolor na decisão da Copa do Brasil.

Mas o enredo poderia ter sido bem diferente, com Lucas jogando pelo lado Alvinegro nas semifinais. Antes de se tornar atleta do São Paulo nas divisões de base e se apaixonar pelas três cores do Morumbi, o então Marcelinho, apelido dado graças a semelhança com um grande ídolo do rival, vestia as cores do Corinthians.

Lucas Moura Corinthians
Pequeno Lucas Moura era chamado de Marcelinho na base do Corinthians — Foto: Reprodução/Twitter

A mudança de clube foi um sonho realizado para a família. No São Paulo, o pequeno Lucas encontrou uma estrutura nunca antes vista no futebol brasileiro ao se mudar para o recém inaugurado Centro de Formação de Atletas em Cotia. Aos 13 anos, Lucas, ou Marcelinho, virou são-paulino e a relação tornou-se cada vez mais forte com o tempo.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Tornando-se profissional em 2010 e campeão da Copa Sul-Americana de 2012, Lucas conquistou a torcida e foi contratado pelo Paris Saint-Germain. Depois de seis anos na França, acabaria negociado com o Tottenham. Curiosamente, nas duas transferências, o Corinthians, seu clube de infância, embolsou valores.

Graças ao período no Parque São Jorge, Lucas Moura rendeu 0,5% dos valores das duas transferências ao Alvinegro. A primeira delas chegou a render uma briga judicial com o São Paulo na FIFA, com o rival levando a melhor e embolsando cerca de R$ 540 mil. Depois, na ida para o Tottenham, Lucas renderia mais R$ 550 mil aos cofres corintianos.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.