São Paulo vai acionar a FIFA contra o Lyon, de John Textor

O clima fechou entre o São Paulo e o Botafogo. Após as declarações polêmicas de John Textor, que disse que cinco jogadores do Tricolor contribuíram para a manipulação do resultado em um duelo contra o Palmeiras (5 a 0 para o Alviverde), o clube paulista deve entrar com outras ações contra o Alvinegro.

De acordo com informações divulgadas pelo jornalista Eder Traskini, do UOL, o SPFC está analisando a possibilidade de entrar com uma ação judicial contra o Botafogo e o Lyon, da França,  por conta da venda do goleiro Lucas Perri.

Junto a isso, o Tricolor também irá processar os cariocas pelo não pagamento do valor que o SPFC tem direito na transação. Vale lembrar que Lucas Perri foi criado e revelado nas categorias de base de Cotia.

O arqueiro foi vendido ao time francês, que também é comandado pelo empresário John Textor,  por 10 milhões de euros (R$ 54 milhões), transação que o SPFC acredita que foi subvalorizada visando o aspecto financeiro dos clubes do norte-americano.

Além disso, a diretoria espera receber o direito referente a fatia do clube paulista, que é de 18,3% do valor, ou seja, algo em torno de R$ 9,8 milhões. Ele foi vendido oficialmente ao término do Brasileirão do ano passado.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

SPFC já entrou com outra ação contra o Botafogo

Além de prometer tomar medidas cabíveis após as falas de John Textor, o São Paulo processou o Botafogo pela falta de pagamento referente a venda do volante Tchê Tchê. O Soberano cobra R$ 3,7 milhões que ainda não foram depositados.