São Paulo tentou usar Hudson para pagar Caio Paulista

Nos últimos dias, o São Paulo desistiu a contratação do lateral-esquerdo Caio Paulista, que está emprestado ao clube até o final de dezembro. Titular e peça importante na equipe, o atleta seguirá rumo ao Palmeiras.

O Tricolor do Morumbi não entrou em acordo com o Fluminense pelo pagamento da cláusula de compra do atleta. Os cariocas queriam o valor à vista, enquanto os paulistas só pagariam a quantia estipulada em 3,5 milhões de euros (R$ 18,8 milhões) de forma parcelada. 

Em um determinado momento do ano, ambos os clubes acertaram que o valor seria pago através de prestações. Contudo, tudo foi por água abaixo após o Palmeiras surgir como interessado em pagar à vista, dando o famoso “chapéu” no SPFC e garantindo os serviços do lateral-esquerdo. A negociação deve ser concluída nos próximos dias.

Visando diminuir a pedida por Caio, a diretoria do São Paulo queria incluir uma dívida que o Fluminense ainda tem com o clube do Morumbi Trata-se de R$ 2 milhões envolvendo o ex-volante Hudson, que pertencia ao SPFC. A informação foi divulgada pelo jornalista André Hernan, do UOL Esporte.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Hudson foi emprestado ao time das Laranjeiras por duas temporadas seguidas (2020 e 2021). Contudo, o Fluminense jamais pagou a quantia citada de R$ 2 milhões,  que levou a tentativa do SPFC em incluir o valor no negócio de Caio.

Vale destacar que além da discordância entre os clubes, não houve um acordo salarial do São Paulo com o próprio jogador, ainda de acordo com a divulgação e apuração de André Hernan.