São Paulo tem nobre atitude com as vítimas da enchente no Rio Grande do Sul

Nesta quinta-feira (9), o presidente do São Paulo, Julio Casares, revelou que o clube doou R$ 747 mil através do leilão do antigo letreiro do Estádio do Morumbis. O dinheiro será destinado às vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul.

“Fizemos a doação na íntegra para o Fundo Social de São Paulo, que já reverteu os valores ao Rio Grande do Sul”, confirmou o mandatário, durante participação na Sports Summit 2024.

Além disso, Casares tocou no assunto em relação ao novo letreiro no estádio. Segundo o mandatário, a Mondelez, que comprou os naming rights, já está em negociações com a Prefeitura Municipal de São Paulo para que o nome Morumbis seja colocado o mais rápido possível no estádio. A instalação não é permitida por conta da Lei Cidade Limpa.

“A entrega está sendo tão boa que a Mondelēz pode estudar uma renovação antecipada. Nossas relações com Prefeitura e Governo Federal são boas, e a questão da Cidade Limpa a Mondelēz chamou para ela. O prefeito quer resolver e será resolvido. O São Paulo está pronto para ajudar, mas eles têm um compliance e logo a placa estará lá”, continuou.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Casares falou sobre vitória contra o Cobresal

Por fim, o presidente foi perguntado sobre o gol perdido por Luciano na vitória por 3 a 1 contra o Cobresal, no Chile, pela Libertadores da América. Casares aliviou a barra do atacante ao dizer que ele “crédito” no clube por conta dos diversos outros gols marcados. “Luciano podia ter matado o jogo, mas ele tem crédito, tem feito tanto gol, que está sempre presente. Brincamos sim, mas o primeiro gol dele foi um golaço!”, finalizou Julio Casares.