São Paulo sofre com a defesa e resultados demonstram

Depois de um começo promissor, o São Paulo caiu drasticamente de desempenho. O Tricolor foi eliminado nas quartas de final do Campeonato Paulista, além de ter perdido na estreia da fase de grupos da Libertadores da América.

Por sinal, a derrota por 2 a 1 para o Talleres ligou o sinal de alerta para o São Paulo. A defesa do time sofreu gols nos últimos quatro duelos, algo que vem preocupando tanto os torcedores quanto a comissão técnica de Thiago Carpini.

Na ocasião, o São Paulo acabou sendo vazado contra Palmeiras (1 a 1), Ituano (3 a 2) e Novorizontino (1 a 1), pelo Paulistão, e Talleres (2 a 1). Destas partidas, venceu apenas uma, empatou duas e perdeu outra.

A última partida na qual o Tricolor não tomou gol foi diante da Inter de Limeira, no Mané Garrincha, em Brasília, quando venceu por 3 a 0, pelo Campeonato Paulista. De 14 jogos na temporada, não foi vazado em quatro deles: Portuguesa (1 a 0), Palmeiras (0 a 0), Água Santa (3 a 0) e Inter de Limeira (3 a 0).

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Ao contrário do esperado, Thiago Carpini não vem dando tanta rodagem à equipe. A defesa base do SPFC vem sendo Rafael, Igor Vinícius (Rafinha), Diego Costa (Ferraresi), Arboleda e Welington. Apesar disso, não é o único setor que vem apresentando fragilidade neste começo de ano.

  • Carpini sob muita pressão no SPFC

Diante de mais um resultado negativo, Thiago Carpini está na corda-bamba no São Paulo. Apesar da diretoria ter bancado sua permanência, mais um tropeço pode resultar na queda do treinador de 39 anos. O Tricolor volta a campo nesta quarta-feira (10), diante do Cobresal, do Chile, às 21h30, no MorumBis, pela segunda rodada da fase de grupos da Libertadores.