São Paulo se surpreende e ganha reforço inesperado

Após a saída de Dorival Júnior rumo a Seleção Brasileira, o São Paulo optou por consultar o  Thiago Carpini antes de se desfazer de alguns jogadores. Com o orçamento limitado, os chamados ‘reforços internos’ se tornaram cada vez mais importantes.

Um dos atletas que ganhou uma sobrevida sob o novo comando técnico foi o meia Nikão, que não estava nos planos de Dorival. Após análise de Carpini e sua comissão, o SPFC optou por segurar o jogador nesta temporada, e ele deve ganhar cada vez mais chances dentro de campo.

Por sinal, o atleta entrou muito bem na partida contra o Mirassol, fora de casa, e recebeu diversos elogios dos torcedores e do próprio treinador. Ele entrou em campo aos 24 minutos da segunda etapa, e foi um dos destaques ofensivos do time.

De acordo com dados divulgados pela plataforma Sofascore, especializada em estatísticas do futebol, Nikão deu três passes decisivos e teve uma finalização defendida pelo goleiro Alex Muralha. Por sinal, foi dele o cruzamento na cabeça de Juan, que parou nas mãos do arqueiro adversário. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“Quero ressaltar também a entrada do Nikão. Vira uma alternativa boa para a sequência do nosso ano”, disse Thiago Carpini, sem nem ter sido questionado anteriormente sobre a atuação de Nikão.

O meio-campista passou a última temporada emprestado ao Cruzeiro. Não teve um bom início, sobretudo sob os comandos de Paulo Pezzolano e Pepa. Começou a ganhar mais minutos com Zé Ricardo e Paulo Autuori,  na reta final do Campeonato Brasileiro

Fora dos planos inicialmente, Nikão pode renovar contrato dependendo de seu rendimento

Com futuro indefinido, Nikão chegou a receber uma oferta de empréstimo do Athletico-PR, clube que é ídolo da torcida e viveu o melhor momento de sua carreira. Todavia, ele está nos planos de Carpini, e deve entrar em campo neste sábado (27), diante da Portuguesa, no Morumbis, pela terceira rodada do Paulistão.

Ele foi contratado ainda no começo de 2022 pelo alto valor de R$ 10 milhões. Não correspondeu às expectativas que foram criadas, e não conseguiu ganhar a vaga de titular sob o comando de Rogério Ceni. Disputou 33 jogos, marcando quatro gols e o mesmo número de assistências. Possui contrato até o final deste ano, e a renovação dependerá de seu rendimento dentro de campo