São Paulo se prepara pra faturar R$ 30 milhões com partidas


Depois de ter alcançado sua maior bilheteria da temporada, o São Paulo certamente estabelecerá um novo recorde na segunda partida da final da Copa do Brasil, diante do Flamengo. De acordo com apuração do portal UOL, o SPFC pode ser dono da maior renda da história do futebol brasileiro. 

A projeção da coluna é de alcançar R$ 30 milhões, considerando o aumento de 300% no valor dos camarotes, além do significativo aumento em todos os setores do Morumbi. 

O atual recorde pertence ao final da Libertadores de 2013, quando o Atlético-MG venceu o Olimpia e arrecadou R$ 14,1 milhões, no Mineirão. Quando corrigido pelo IPCA, o valor chega a R$ 25,4 milhões atualmente. 

Todavia, a tendência é que o Tricolor bata esses números, visto que os ingressos estão consideravelmente mais caros. Além de tudo, praticamente todo o Morumbi será ocupado pelos sócios-torcedores. 

Morumbi deve ser ocupado por sócios-torcedores

Em partidas que há uma alta demanda em relação a ingressos, como a própria final da Copa do Brasil, a tendência é que uma boa carga dos tickets sejam vendidos aos planos de sócios mais caros, ou aos que priorizam os torcedores que vão ao estádio com maior frequência. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Todavia, o São Paulo manteve a regra que permite o sócio do plano mais Diamante (mais caro) comprar para mais quatro convidados, que pagam o valor cheio do ingresso, sem o desconto previsto. 

Considerando a hipótese que cada sócio Diamante leve mais quatro pessoas ao Morumbi, o clube lucraria R$ 10 milhões apenas com as arquibancadas. Com ingresso visitante custando R$ 700, o setor visitante renderia cerca de R$ 2,2 milhões.