São Paulo recebe proposta de R$ 100 milhões, não perde nada e fica milionário

Segundo informações divulgadas pelos portais “Globo Esporte” e “UOL”, a empresa Brax realizou uma oferta no valor de R$ 100 milhões para todos os clubes da Série A do Campeonato Brasileiro, visando o direito das placas do torneio. A agência de marketing quer o poder nas placas de 2025 até 2029. Todavia, a Libra ainda não acordou com a iniciativa, já que teria que mudar todo o processo da criação da Liga.

Ao todo, 14 clubes receberam a proposta, a não ser Corinthians, Palmeiras e Flamengo. Vasco, Cruzeiro e Botafogo já haviam vendido seus direitos a Brax, que já possui os direitos de 17 times da primeira divisão, pagando R$ 6 milhões por temporada, e também da Série B e Copa do Brasil.

O problema é que após as criações da Liga Forte Futebol e da Libra, a situação da empresa ainda é incerta na Série A. Isto porque os dois projetos  estavam de acordo que as placas teriam seus direitos comercializados dentro de uma liga, que ainda está em negociação.

Desta forma, a Brax adquiriu os direitos das SAFs do Vasco, Cruzeiro e Botafogo, além de enviar ofertas para outros 14 times. Na oferta, está previsto o pagamento de até R$ 25 milhões em luvas para os mesmos, a serem enviados em até um mês após a oficialização do contrato.

Depois, a empresa pagará anualmente os clubes com valores de R$ 12 milhões a partir de 2025, aumentando para R$ 17,6 em 2029. No total, as cifras desembolsadas podem alcançar R$ 98,3 milhões.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Situação com a Libra e LFF

Por outro lado, a gestão da Libra, composta por São Paulo, Santos, Palmeiras, Corinthians e Flamengo, está tentando persuadir o restante dos clubes a assinar um acordo de compromisso, a não ser que a Libra se torne um bloco comercial. De acordo com o UOL, há a possibilidade do Santos aceitar a proposta da Brax, já que está precisando do dinheiro. 

Na Liga Forte Futebol (LFF), há a intenção de manter os direitos atuais das placas. Vasco, Botafogo e Cruzeiro já venderam suas placas, e eles também fazem parte do bloco. Há a chance de outras equipes seguirem essas SAFs.