São Paulo prepara retaliação após pênalti marcado pro Flamengo

Na manhã desta segunda-feira (14), o São Paulo irá enviar um ofício à CBF para reclamar e ouvir explicações sobre o pênalti marcado para o Flamengo, que resultou na conversão e no gol de Pedro, empatando a partida aos 47 minutos do segundo tempo, no Maracanã.

O Tricolor acredita que a linha de impedimento foi traçada de paneira irregular, e que no momento do passe que originou a jogada, um atleta rubto-negro estava em posição irregular.

Junto a isso, o São Paulo abre seu olho e fica preocupado com a CBF, pensando no duelo desta quarta-feira (16), contra o Corinthians, no Morumbi, pela semifinal da Copa do Brasil.

Em entrevista coletiva após a partida, o técnico Dorival Júnior comentou e reclamou do critério aplicado pelos árbitros neste Campeonato Brasileiro. Segundo o comandante, o São Paulo poderia ter ainda mais pontos caso não tivesse sido prejudicado em outras oportunidades.

“O pênalti não vou falar, porque infelizmente temos deixado muitos pontos ao longo da competição, e talvez nem seja o pênalti o fator principal, mas a condução, que para mim é o que vem acontecendo e prejudicando o que a equipe vem produzindo. Se não fosse assim, talvez nós poderíamos ter tido uns oito ou nove pontos a mais do que temos nesse momento”,  comentou.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

A marcação do pênalti não é algo tão questionado pelo clube, já que o próprio Michel Araújo, que cometeu a infração na área, postou um pedido de desculpas em suas redes sociais.

SPFC já enviou outros ofícios para a CBF neste ano

Segundo o Globoesporte, o São Paulo já está cansado de erros de arbitragem e não irá tolerar nenhum deles contra o Corinthians nesta quarta, partida que é considerada como uma das mais importantes dos últimos anos.

Em maio, a diretoria são-paulina enviou uma carta para a CBF contestando as arbitragens de Paulo César Zanovelli da Silva e Bruno Arleu de Araujo, que eram os responsáveis dentro de campo pelas partidas contra o Fortaleza e o Corinthians, pelo Campeonato Brasileiro.

A reclamação foi por conta do cartão vermelho aplicado a Rodrigo Nestor, contra o Fortaleza, e o gol anulado de Calleri e a marcação de pênalti para o Corinthians, que gerou o gol de empate