São Paulo precisa seguir o exemplo do Corinthians

Depois de conquistar a Supercopa Rei desta temporada, o São Paulo caiu de produção e caiu de maneira precoce no Campeonato Paulista. Para piorar, perdeu para oTalleres na estreia da Libertadores da América, na Argentina, colocando ainda mais pressão em cima do técnico Thiago Carpini.

O treinador está balançando no cargo, uma vez que a pressão da torcida é gigantesca. Não existe mais unanimidade no ambiente interno da diretoria, e a cúpula cogita uma demissão nesta quarta-feira (10), em caso de tropeço contra o Cobresal, do Chile, pela Libertadores;

Dito isso, cabe ao Tricolor tomar uma decisão complicada entre manter o jovem treinador de 39 anos e acreditar em seu potencial, ou demiti-lo do cargo devido as performances abaixo. Caso siga o segundo rumo, fará algo parecido com o Corinthians, que por hora, não se arrependeu da decisão.

O Alvinegro decidiu demitir Mano Menezes após início ruim de temporada, contratando o português António Oliveira, que fez um bom trabalho no Cuiabá. Agora, a equipe se encaixou e está em uma sequência invicta de seis jogos sem saber o que é derrota. Enfrentou o Santo André, Água Santa, São Bernardo, Londrina, Racing, do Uruguai, e Nacional, do Paraguai.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Corinthians furou retranca e goleou adversário

O Corinthians encarou o Nacional nesta terça-feira (9), e venceu por 4 a 0, na Neo Química Arena. A equipe estava em último no Campeonato Paraguaio, e veio ao Brasil com o intuito de armar uma retranca e se defender.

Todavia, António Oliveira conseguiu furar o bloqueio paraguaio e controlar o jogo do início ao fim, graças a Ángel Romero, que marcou duas vezes e deu uma assistência. O treinador optou por colocar cinco e seis jogadores no campo ofensivo, alargando o campo e furando a retranca. O time paulista é líder de seu grupo na Copa Sul-Americana.