São Paulo pode ser vendido ao dono do Chelsea

Depois de comprar o Chelsea, o empresário norte-americano Todd Boehly quer expandir seus negócios e aumentar sua participação no mercado do futebol. Segundo informações divulgadas pelo jornalista inglês Ben Jacobs, ele está de olho em adquirir clubes em algum desses países: Bélgica, Portugal e Brasil.

A BlueCo, consórcio o qual Boehly é o acionista majoritário e executivo principal, está no comando de dois clubes: o tradicional e multicampeão Chelsea, da Inglaterra, e o modesto Strasbourg, que ocupa o 15° lugar do Campeonato Francês.

Um terceiro clube pode vir a ser adicionado no próprio Brasil, já que o magnata tem o interesse no mercado brasileiro. Com isso, o São Paulo, que chegou a ser consultado pelo Grupo City no passado, pode surgir como uma opção.

Além do futebol, ele também acumula participações financeiras no basquete (Los Angeles Lakers e Los Angeles Sparks), beisebol (Los Angeles Dodgers) e também no e-sports (Cloud9).

Empresário busca parceria no Brasil

Ainda não há nenhuma informação da preferência de Todd Boehly no Brasil, como o tamanho e a relevância do clube em questão. Contudo, há de se imaginar que ele queira aproveitar o enorme  talento do país e revelar jovens atletas para a Europa.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Isso porque em pouco mais de um ano no Chelsea, oempresário já demonstrou que seu perfil de contratação se baseia em jovens em ascensão. No Chelsea, por exemplo, gastou praticamente 1,1 bilhão de euros, ou R$ 5,9 bilhões em jogadores com até 23 anos de idade.