São Paulo pode ir a Justiça contra o Fluminense após perder Caio Paulista

Neste final de semana, o São Paulo foi surpreendido na negociação com Caio Paulista. Estava praticamente certo que o lateral-esquerdo iria ser comprado em definitivo pelo Tricolor, até o Palmeiras entrar na jogada e dar o “chapéu” no clube.

O SPFC não conseguiu chegar a um acordo com o Fluminense pela compra do atleta, que estava prevista no valor de 3,5 milhões de euros (R$ 18,8 milhões). O time carioca mudou de ideia e pediu que o pagamento fosse depositado à vista, algo que não condiz com o antigo combinado entre os clubes. A ideia era pagar de forma parcelada. 

Em melhor condição financeira, o Palmeiras aproveitou da situação e ofereceu o valor ao Fluminense, que aceitou a proposta. O próprio São Paulo também não conseguiu progredir nas negociações de salário com Caio.

De acordo com informações divulgadas pelo jornalista André Hernan, o Fluminense ainda não pagou uma dívida ao SPFC em relação ao ex-volante Hudson, que se aposentou no ano passado. Tanto é que a diretoria são-paulina tentou incluir tal dívida na negociação, que foi recusada pelo Flu.

Vale destacar que Hudson pertencia ao São Paulo e foi emprestado ao Fluminense em 2020 e 2021. Na ocasião, os cariocas ainda não fizeram o pagamento de R$ 2 milhões que está previsto até hoje. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Fluminense pode sofrer transfer ban?

Depois de ver todo esse imbróglio com o Fluminense, o São Paulo, irritado, pode acabar acionando a Fifa para receber o valor da dívida através da Justiça. Dependendo da avaliação da entidade, o clube pode vir a sofrer algumas punições, variando entre multas e podendo chegar a um transfer ban, sendo proibido de contratar e registrar novos jogadores.