São Paulo ligou para Casagrande assumir como técnico

Walter Casagrande é um dos grandes ídolos da torcida do Corinthians, muito pela passagem histórica no clube e por sua liderança no movimento da Democracia Corinthiana. Além disso, se estabeleceu como um dos principais comentaristas da TV Globo por muitos anos.

Contudo, a história poderia ter sido diferente. Em participação no programa Cartão Vermelho, do UOL, Casagrande revelou que ficou muito perto de se tornar treinador do São Paulo no início dos anos 2000.

Na época, ele já atuava como comentarista, mas diz que está disposto a trocar de emprego e assumir o Tricolor. Contudo, o destino foi mudado devido aos dois gols de Kaká que deram a vitória para o SPFC em cima do Santos.

 “No começo dos anos 2000, tanto Corinthians como São Paulo estavam mal e um diretor do São Paulo me ligou e perguntou para mim se eu queria ser treinador. O treinador, na época, era Oswaldo de Oliveira”, iniciou.

A Globo, emissora que trabalhava na [época, optou por liberá-lo para a nova aventura, mas o manteve sob contrato em caso de uma experiência frustrada e o desejo de retornar ao posto de comentarista.

Eu estava trabalhando na Globo, fui na Globo, conversei com todo mundo lá, eles iriam me liberar. Meu contrato ia continuar valendo, eu só não ia receber pela Globo, eles me liberariam, se não desse certo ou eu não gostasse, eu voltava a ser comentarista. Aí eu falei para o São Paulo: ‘Enquanto tiver treinador aí, a gente nem conversa'”, iniciou.

Casagrande marcou uma reunião para explicar a situação ao então técnico do SPFC

O ex-jogador contou que apesar da dúvida em relação a profissão, resolveu aceitar o desafio de comandar uma equipe profissional. Em meio a tomada de decisão, marcou um almoço com Oswaldo de Oliveira para revelar que havia recebido a proposta do Tricolor. Contudo, os planos não saíram conforme o  planejado.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“Eu estava na dúvida se ia virar treinador, começaram a insistir um pouco, aí eu liguei para o Oswaldo e marquei um almoço com ele. O jogo do sábado era Santos e São Paulo e o diretor me falou que se o São Paulo perdesse eles iam demitir o Oswaldo para eu assumir”, disse Casagrande, que continuou:

“Eu falei para ele: ‘Eu estou a fim de virar treinador, se você sair, eu vou topar, mas eu quero te falar que estão me procurando antes de você sair e você não está sabendo de nada’. No sábado, o São Paulo ganhou de 2 a 0 na Vila Belmiro, com dois gols do Kaká, e morreu o assunto”, finalizou Casagrande.