São Paulo foi o terceiro time que mais gastou com reforços nos últimos 10 anos

Vivendo uma realidade muito diferente em comparação a alguns anos atrás, o São Paulo sofre com erros passados das últimas diretorias. Atualmente, o Tricolor, comandado pelo presidente Julio Casares, implantou uma estratégia de corte de gastos, visando melhorar a situação econômica do clube.

Mesmo agressivo no mercado de transferências, o Tricolor não gasta valores absurdos em apenas um atleta. A preferência é a contratação de nomes através de empréstimos, ou aproveitar os jogadores que estão em fim de contrato, chegando a custo zero.

Entretanto, a realidade era muito diferente há alguns anos. Gastando milhões em transferências, o São Paulo se tornou o terceiro clube do Brasil que mais desembolsou dinheiro em jogadores dos últimos dez anos, totalizando 98,7 milhões de euros (cerca de R$ 528 milhões).

Além de Galoppo, que se tornou o jogador mais caro da história do SPFC (cerca de R$ 32 milhões), Pablo (R$ 26 milhões), Paulo Henrique Ganso (23,9 milhões), Maicon (R$ 22 milhões) entram na lista de atletas que o clube pagou mais caro.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

No ranking geral dos clubes de todo o planeta, o Tricolor ocupa a 141ª colocação no ranking. No país, apenas o Flamengo (líder) e o Palmeiras desembolsaram mais grana do que o Soberano em contratações.

A diferença é que os valores foram bem gastos pelos rivais, ao contrário da euipe do Morumbi, que colecionou fracassos nos últimos dez anos, e só conseguiu levantar o Campeonato Paulista de 2021.

Flamengo é o clube que mais gasta em jogadores do Brasil

Como era de se esperar, o Flamengo é o único brasileiro no top 100 dos clubes de todo o mundo que mais investiram em contratações, figurando o 82° lugar. O Rubro-Negro gastou 192,5 milhões de euros (pouco mais de R$ 1 bilhão) em compras de jogadores desde o segundo semestre de 2013.

Por sinal, seis das contratações mais caras da história do clube  (Gabigol, Gerson, Giorgian de Arrascaeta, Everton Cebolinha, Pedro e Vitinho) foram nos últimos anos, considerados de glória por conta dos troféus levantados.