São Paulo desembolsa R$ 17 milhões e assina com jogador


Passado oficialmente o final da temporada, a diretoria do São Paulo agora pode focar em um aspecto: reforçar ainda mais o elenco comandado pelo técnico Dorival Júnior. O objetivo é construir um time forte para disputar a Libertadores da América em 2024. 

Claro que os atletas que vierem ao Morumbi terão que caber no orçamento pré-definido pela diretoria. Apesar do título inédito da Copa do Brasil, a situação financeira do Tricolor ainda está longe de ser a ideal. 

Em meio a diferentes rumores, o São Paulo finalmente acertou a contratação do lateral-esquerdo Caio Paulista, atleta que estava emprestado junto ao Fluminense desde o começo do ano. O clube do Morumbi já havia avisado que exerceria a opção de compra após o final da temporada. A informação foi divulgada primeiramente pelo jornalista Gabriel Sá. 

“O que já era óbvio agora fica no papel: Caio Paulista fica no São Paulo. As partes formalizaram as documentações e o lateral-esquerdo assinará vínculo com o São Paulo até o final de 2026”, iniciou o jornalista.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O Tricolor deve desembolsar pouco mais de R$ 17 milhões na compra definitiva de Caio, que se tornou titular absoluto no ano e peça indiscutível no time. Sem dinheiro para pagar a vista, a diretoria optou por um parcelamento em pouco mais de dois anos 

“O valor fixado em contrato era de US$3.5 milhões (R$17.3 mi na cotação atual). O São Paulo formalizou com o Fluminense o pagamento em 30 parcelas (2 anos e meio)”, finalizou o jornalista.

Mesmo contratado para ser reserva, Caio tomou conta da posição

Apesar de ter sido contratado para compor o elenco e ser reserva de Welington, aproveitou a lesão do companheiro para se tornar titular e nunca mais sair do time. Atuou em 50 jogos, marcando cinco gols e distribuindo duas assistências.