São Paulo define contratação depois de encaminhar chegada de André Silva

Nesta terça-feira (27), o São Paulo avançou bem nas tratativas com o atacante André Silva, que defende o Vitória de Guimarães. A negociação está bem encaminhada, e segundo o jornalista André Hernan, falta a assinatura do atleta para completar a transferência em definitivo.

Depois de contratar o tão esperado centroavante para ser uma “sombra” e reserva imediato de Jonathan Calleri, o São Paulo já tem uma nova prioridade no mercado. De acordo com informações divulgadas por Alexandre Zanquetta, do Blog do São Paulo, a diretoria quer um novo lateral-esquerdo.

A busca por um nome no setor deve se intensificar cada vez mais. Isso porque o técnico Thiago Carpini só conta com dois nomes na posição: Wellington e Patryck. O primeiro é titular absoluto, mas possui contrato até o final do ano e tem situação indefinida no clube. O segundo ainda é considerado “cru”.

“Com a proximidade de mais um reforço para o ataque, o Tricolor agora mira energia total em um lateral esquerdo já que só temos hoje Welington como peça confiável no setor. Mesmo assim, o atual titular não entra em acordo de renovação e deixa a situação tensa. Em meio às conversas de renovação, o São Paulo tem aproximação com 2 nomes para o setor esquerdo”, divulgou Zanquetta.

Tricolor mira em brasileiro para complementar o setor

O Tricolor vem sofrendo com as incertezas na posição. Primeiro, Welington seria vendido pouco antes da final da Copa do Brasil. Contudo, a negociação com o CSKA Moscou, da Rússia, não foi concluída por detalhes. Segundo, Caio Paulista, que estava praticamente certo que iria ser comprado em definitivo, acabou indo jogar no Palmeiras.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

A diretoria já manifestou o desejo em renovar com Wellington, que pode assinar um pré-acordo com qualquer equipe interessada a partir de julho, deixando o SPFC a custo zero em janeiro. Contudo, as ofertas enviadas até o momento foram recusadas pelo staff do jogador.

“Um deles deve ser para agora e outro para o meio do ano, uma blindagem a mais até para o caso de Welington querer sair. O nome que temos conhecimento é brasileiro e a maioria dos comentários sobre ele nas redes sociais é positivo mas o negócio não está simples. A 9 dias da janela fechar até Julho, há possibilidade de outras tentativas no mercado sul americano que é onde mais nos oferecem atletas todos os dias. Porém, o nome principal atual é brasileiro”, finalizou Zanquetta.