São Paulo contratou português de R$ 280 milhões

Buscando blindá-lo de um possível assédio europeu, o São Paulo acertou o primeiro contrato profissional de Felipe Oliveira, que atualmente defende a equipe sub-17. O lateral-esquerdo agora possui uma multa rescisória de 50 milhões de euros, o que, convertendo à moeda brasileira, resulta em cerca de R$ 266 milhões na cotação atual.

Com apenas 16 anos de idade, é tratado como uma grande promessa das categorias de base de Cotia. Apesar de ter nascido em território brasileiro, sua família é de Portugal. Indeciso sobre qual seleção poderá representar no futuro, ele está realizando os trâmites para tirar o passaporte lusitano.

O jovem é conhecido por sua polivalência, e além de lateral, também pode atuar como meio-campista. Ele defende o São Paulo desde 2016. Através de sua conta no Instagram, ele comemorou mais uma conquista pessoal pelo clube do Morumbi.

 “Um sonho de pequeno hoje se torna realidade, estou muito feliz por assinar meu primeiro contrato profissional com o São Paulo. Quero agradecer primeiramente a Deus por essa minha conquista, à minha família por sempre estar ao meu lado, aos meus empresários por todo o apoio e a todos os treinadores que contribuíram para eu estar aqui. Sem dúvidas um dos melhores dias da minha vida. Agradeço muito a esse clube gigante que é o São Paulo”, escreveu Felipe Oliveira.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Felipe Oliveira quer seguir os passos de outro luso-brasileiro no São Paulo

Além de Felipe, o São Paulo conta com outro luso-brasileiro no elenco: o também lateral João Moreira. Ele foi promovido ao time principal no ano passado sob o comando de Rogério Ceni, e é um das grandes esperanças do Tricolor na lateral.

Com apenas 19 anos de idade, ele é frequentemente convocado para a seleção de base de Portugal. Com medo de perder o talentoso defensor, a Seleção Brasileira o convocou para disputar o Pan-Americano deste ano, que será realizado no Chile. Contudo, ele acabou se machucando, sendo cortado pelo técnico Ramon Menezes.