São Paulo comemora 30 anos da conquista da Libertadores de 1993

Há exatos 30 anos, o São Paulo levantava o bicampeonato da Copa Libertadores da América de forma consecutiva. Campeão em 1992, o histórico time comandado pelo técnico Telê Santana venceria o maior torneio do continente sul-americano mesmo com a derrota por 2 a 0 para a Universidad Católica no Estádio Nacional do Chile.

Tudo porque, uma semana antes, Raí e companhia não tiveram piedade do clube chileno e aplicaram a maior goleada da história das decisões da Libertadores: um impiedoso 5 a 1 com gols de López (contra), Vítor, Gilmar, Raí e Müller. Mas engana-se que a campanha do histórico título foi fácil e sem grandes obstáculos.

Então campeão do torneio, o São Paulo estreou já nas oitavas de final. Curiosamente, com o clube que havia derrotado na decisão do ano anterior: o Newell’s Old Boys. Mordido, o time argentino surpreendeu ao aplicar um 2 a 0 na partida de ida. Precisando reverter o placar, o São Paulo mostrou brio ao vencer por 4 a 0 no Morumbi.

O caminho até a grande decisão ainda contou com duelos equilibrados contra o Flamengo, então campeão brasileiro, e com o forte Cerro Porteño, do Paraguai. Ao todo, foram quatro vitórias, duas derrotas e dois empates até a conquista da taça. O Tricolor então se juntava ao Santos como os únicos brasileiros bicampeões da América.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Relembre a campanha do bicampeonato do São Paulo

Oitavas de final:
07/04: Newell’s Old Boys 2 x 0 São Paulo
14/04: São Paulo 4 x 0 Newell’s Old Boys

Quartas de final:
21/04: Flamengo 1 x 1 São Paulo
28/04: São Paulo 2 x 0 Flamengo

Semifinais:
05/05: São Paulo 1 x 0 Cerro Porteño
12/05: Cerro Porteño 0 x 0 São Paulo

Final:
19/05: São Paulo 5 x 1 Universidad Católica
26/05: Universidad Católica 2 x 0 São Paulo

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.