São Paulo cobra mais de R$ 100 milhões do Palmeiras

De acordo com informações divulgadas pelo jornal “O Antagonista”, a Prefeitura de São Paulo moveu uma ação cobrando o valor de R$ 108,4 milhões do Palmeiras. O valor é referente a impostos atrasados nos anos de 2015 a 2018, quando o clube viveu um período de mudanças nas gestões.

Na ocasião, os presidentes da época eram Paulo Nobre e Maurício Galliote. A atual mandatária do clube é Leila Pereira. Ainda de acordo com o veículo citado, o montante é relativo a dívidas ativas, como o ISS (Imposto Sobre Serviços) não recolhido pelo clube. Não é a primeira vez que o Palmeiras é acionado pela prefeitura. Em abril, o Alviverde foi multado em R$ 22,3 milhões.

Segundo a Prefeitura de São Paulo, a dívida principal do Palmeiras é de R$86,1 milhões. Entretanto, o montante foi aumentando com o passar do tempo por conta dos juros. A mesma consta no balanço financeiro do município como “dívidas ativas”.

Problemas ao clube e solução

Além da questão de afetar a imagem do Palmeiras perante a prefeitura, empresários e outros clubes, o Alviverde pode sofrer com restrições financeiras. Leila Pereira deve agir rápido para buscar uma solução em breve para o problema, muito pelo bem da saúde financeira do clube.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Diante disso, o Palmeiras deverá negociar com a Prefeitura de São Paulo para resolver a situação. Uma das opções avaliadas é uma proposta de parcelamento do valor, que pode ser aceita pelo órgão.