São Paulo acerta em cheio e está do lado certo dos times do Brasileirão

Um curioso levantamento realizado pelo portal Trivela revelou que apenas 10 dos 20 clubes presentes na Série A do Campeonato Brasileiro têm psicólogos a disposição de seus respectivos elencos. Sempre se mostrando preocupado com questões importantes relacionadas a sociedade brasileira, o São Paulo é um deles.

Além do Tricolor Paulista, os outros nove clubes com psicólogos em sua equipe de profissionais são: Atlético-MG, Botafogo, Coritiba, Fluminense, RB Bragantino, Fortaleza, Palmeiras, Santos e Vasco da Gama. Do lado “negativo”, a surpresa fica por conta da presença de gigantes como Corinthians, Flamengo e Grêmio.

João Ricardo Cozac, presidente da Associação Paulista da Psicologia do Esporte, atribuiu a falta de profissionais na área a desinformação: “No Brasil ainda tem muito preconceito por conta da desinformação ou da má informação que se tem sobre a psicologia do esporte. A própria psicologia sofre um preconceito muito grande enquanto ciência”.

Psicóloga do Fluminense, Emily Gonçalves concorda com o dirigente: “A resistência ainda tem a ver com a falta de conhecimento das pessoas que, infelizmente, associam a psicologia ao fracasso, para quem tem doença. Quando as pessoas entendem realmente o que é a psicologia, muda essa visão, mas é um trabalho de longo prazo”.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

São Paulo tem psicóloga na comissão técnica

Segundo informação do site oficial do São Paulo, o clube conta com uma psicóloga em sua comissão técnica permanente. Trata-se de Anahy Antonieta Vieira Couto. Formada pela Universidade Sao Judas Tadeu em 1997, a profissional ainda conta com especialização em Psicologia do Esporte pelo Conselho Federal da categoria.

Antes de se juntar ao time profissional do Tricolor, Anahy esteve no Desportivo Brasil, equipe da cidade de Porto Feliz. Curiosamente, a psicóloga já havia trabalhado com o técnico Dorival Jr. em sua primeira passagem pelo São Paulo entre 2017 e 2018.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.