Romário se manifesta em defesa do São Paulo

Com Julio Casares, atual presidente do São Paulo, marcando presença na CPI do Senado que investiga manipulação no futebol brasileiro nesta quarta-feira (22), uma fala do ex-jogador e agora senador Romário sobre a dura derrota do Tricolor por 5 a 0 para o Palmeiras no último Brasileirão chamou a atenção dos são-paulinos.

Em certo momento da sessão, o também senador Jorge Kajuru mostrou os cinco gols do rival no Choque-Rei disputado no Allianz Parque e pediu a opinião de Romário (PL-RJ), que não ficou em cima do muro: “Com muita experiência dentro de campo, posso afirmar que não identifiquei nada de diferente nesses lances. Erros normais”.

Já Casares afirmou que o gramado prejudicou os jogadores do São Paulo: “A grama é sintética, a bola corre mais. Vejo (os lances) com total normalidade. O que não é normal é tomar de cinco, ficamos com raiva. Foi um dia feliz para o Palmeiras, e São Paulo vinha de um título. Isso foi uma infelicidade do nosso time”.

No último mês, o empresário John Textor, dono da SAF do Botafogo, afirmou que jogadores de São Paulo e Fortaleza teriam manipulados os jogos dos dois clubes contra o Palmeiras no 2º turno do Campeonato Brasileiro. Por esta razão, Julio Casares foi convidado para participar da CPI, que corre no Senado desde 10 de abril.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O colegiado terá até 180 dias para concluir os trabalhos, com possibilidade de prorrogação por 90 dias. Ao término desse período, é elaborado um relatório com as conclusões da CPI. No início do próximo mês, será a vez de Leila Pereira, atual presidente do Palmeiras, ser a convidada para depôr aos senadores.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.