Rogério Ceni sofre novo vexame e pode cair do Bahia

Neste domingo (26), o Bahia empatou em 0 a 0 diante do CRB, mas acabou sendo eliminado da semifinal da Copa do Nordeste após disputa de pênaltis, em plena Arena Fonte Nova. A pressão em cima de Rogério Ceni aumenta, já que a equipe também perdeu o Campeonato Baiano para o rival Vitória. Em entrevista coletiva após o apito final, o treinador lamentou a saída do torneio e destacou as oportunidades ofensivas durante o duelo.

“Criamos as oportunidades, as bolas de Jean na trave, a cabeçada do Arias, a bola que o Everton dá para Cauly cara a cara. Tivemos as oportunidades, infelizmente a trave atrapalhou, uma pena, lamento muito não estar na final da competição. Nós tivemos jogadas bem elaboradas, bem finalizadas, seja em escanteios, em jogadas ensaiadas, em faltas laterais. Acho que faltou um pouco de sorte, às vezes a bola encontra a trave, em outras encontra a rede”, disse o ex-goleiro.

A grande reclamação da torcida do Bahia foi a falta de títulos no primeiro semestre. A expectativa era de levantar ao menos um caneco entre o Campeonato Baiano e a Copa do Nordeste. “Lamento não ter conquistado um título nesse primeiro semestre, estava na nossa programação”, falou Ceni.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Ceni defende Marcos Felipe

O goleiro Marcos Felipe foi duramente criticado pela torcida, já que não acertou nenhum canto durante as cobranças. Ainda na entrevista coletiva, Rogério Ceni comentou sobre a situação e saiu em defesa do jogador.

“Já fez a diferença aqui. No ano passado, ganhou do Santos e perdeu do Grêmio e esse ano venceu em Caxias. Não esperávamos que fosse para os pênaltis, acreditávamos que seria possível vencer no tempo normal. Infelizmente foi para os pênaltis e dessa vez ele não conseguiu, diferente de outras que ele conseguiu defender uma penalidade”, completou.