Rogério Ceni não conseguiu trazer para o São Paulo e agora está brilhando no Bahia

Rogério Ceni teve uma segunda passagem longa pelo São Paulo. Foi contratado em outubro de 2021 e ficou até abril de 2023. Neste período, chegou em duas finais (Copa Sul-Americana e Paulistão), e tentou melhorar o elenco a todo o custo. Um dos jogadores que tentou levar ao Morumbi foi o meia Everton Ribeiro. 

O atleta tinha contrato até o final do ano passado com o Flamengo e poderia assinar a custo zero. Ambos trabalharam juntos no Rubro-Negro entre 2020 e 2021, e quis o destino que se encontrasse, mas não no São Paulo, e sim no Bahia.

O atleta se tornou uma peça fundamental da equipe de Salvador, que vem brigando pelas primeiras posições no Campeonato Brasileiro. Por sinal, ele foi muito elogiado por Ceni durante a coletiva após a vitória por 2 a 1 em cima do Juventude, nesta quinta-feira (4), na Arena Fonte Nova.

“Da última década, é o jogador brasileiro mais influente dentro do Campeonato Brasileiro. Conquistou dois títulos pelo Cruzeiro, dois pelo Flamengo. Lógico que a carreira dele vai sempre acompanhada do condicionamento físico. A parte técnica dele é um absurdo. Everton é diferente de tudo. Um dos caras mais especiais do futebol brasileiro”, afirmou Ceni.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Com assistência para o gol de Thaciano, Everton Ribeiro chegou a 11 participações em bolas na rede na temporada. Balançou as redes em quatro oportunidades e distribuiu sete assistências até aqui.  Vale destacar que o meia tem contrato até 2025 e entrou de cabeça no projeto apresentado pelo Bahia, que é comandado pelo Grupo City.