Rogério Ceni foi eleito um dos melhores jogadores do século

Maior competição da América do Sul, a Copa Libertadores é o sonho de qualquer jogador sul-americano. O slogan “Glória Eterna” não é à toa, já que todos os campeões estão marcados na história

O São Paulo venceu a competição em três oportunidades (1992, 1993 e 2005), além de ter alcançado outras três finais (1974, 1994 e 2006). Diante de várias edições, diversos atletas foram destaques do torneio, incluindo um são-paulino.

Recentemente, o veículo colombiano ‘Canal 1’, realizou uma votação para eleger os cinco maiores jogadores da história da Copa Libertadores da América. A votação contou com alguns nomes atuais do futebol, e outros que já penduraram as chuteiras.

O líder da lista é o argentino Juan Roman Riquelme, ídolo máximo do Boca Juniors. Levantou o troféu em três oportunidades (2000, 2001 e 2007), sendo destaque em todas. Atualmente, é vice-presidente do clube.

Em segundo lugar está o lendário Rogério Ceni, que para muitos, é o maior jogador da história do São Paulo. O ex-goleiro deixou sua marca na competição, conquistando em duas oportunidades e chegando em quatro decisões. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Gabigol fecha o pódio. Com duas conquistas e gols nas três finais que disputou, o atacante do Flamengo é tratado como um dos maiores ídolos da história do Rubro-Negro, além de ter marcado seu nome na competição.

Roberto Abbondanzieri fecha a quarta colocação. Também ídolo do Boca Juniors, o argentino é tricampeão da Libertadores (2000, 2001 e 2003) pelo clube “hermano”, e também conquistou a Glória Eterna no Internacional, em 2010. 

Por fim, o palmeirense Raphael Veiga completa a lista. O meia, que agora é frequentemente convocado para a Seleção Brasileira, levantou a taça duas vezes, e está perto de chegar em sua terceira final. Isto porque a equipe comandada pelo técnico Abel Ferreira está na semifinal deste ano, e irá enfrentar o Boca.