Rogério Ceni dá bonita declaração e orgulha a torcida do São Paulo

O estado do Rio Grande do Sul vem sendo pauta por conta da enorme tragédia ambiental que vem sofrendo ao longo desta última semana. Isso porque as chuvas e enchentes deixaram inúmeras cidades complementos alagadas. Milhares de cidadãos estão sendo resgatados, já sem casa, comidas e suprimentos básicos.

Como esperado, a tragédia também repercutiu no mundo do esporte, já que as equipes locais não conseguem jogar. Dito isso, o técnico Rogério Ceni, atual comandante do Bahia, prestou sua solidariedade ao povo gaúcho.

Em entrevista coletiva após a vitória do Bahia por 2 a 1 em cima do Botafogo, no Nilton Santos (Rio de Janeiro), o ex-goleiro iniciou comentando sobre a tragédia das inundações no local. Ele comparou a situação com a pressão que enfrenta da torcida após a perda do Campeonato Baiano.

“Pressão é o que as pessoas estão vivendo no Rio Grande do Sul. É triste. Isso aqui é muito pouco perto do que as pessoas estão passando. Isso é pressão na vida. Perder sua casa, sua família. É triste. É uma reflexão. Tudo tem seu momento. É muito triste a gente falar de futebol vendo tanta gente passar por essa situação”, comentou.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Vale destacar que mesmo com alguns pedidos de demissão por parte da torcida, o Grupo City manteve Ceni no comando. Com a vitória deste domingo (5), a equipe chegou a 10 pontos conquistados, assumindo a vice-liderança do Campeonato Brasileiro. O time possui três vitórias, um empate e uma derrota.

“Meu pai é gaúcho. Isso é muita pressão. Acho que temos 26 ou 27 jogos com 20 vitórias no ano. Perdemos a final do estadual, isso gera uma pressão. Mas a pressão da vida, essa é a parte mais triste. Pressão é morar embaixo da arquibancada, é perder a vida. Aqui é esporte, é entretenimento”, finalizou Rogério Ceni.