Revelado valor da indenização que estão cobrando de Daniel Alves

O caso Daniel Alves, preso há dez meses na Espanha acusado de agressão sexual a uma jovem de 23 anos na cidade de Barcelona, ganhou mais uma novidade nesta quarta-feira (23). Segundo informações da agência de notícias espanhola “EFE”, o Ministério Público da Espanha pediu nove anos de prisão para o brasileiro.

Além disso, a punição pedida pelo órgão vai muito além do que “apenas” a detenção do ex-jogador do São Paulo. Como forma de indenizar a vítima, o MP ainda quer uma robusta indenização de 150 mil euros (R$ 799 mil). Na última semana, o Tribunal de Barcelona notificou ambas as partes sobre o esperado julgamento do caso.

Ainda sem data marcada, a passagem de Daniel Alves pelo Tribunal pode levá-lo a uma pena de oito a dez anos de prisão. Enquanto isso sua defesa continua firme que o jogador poderá ser absolvido e alega que as relações com a suposta vítima nos banheiros da boate Sutton em 30 de dezembro de 2022 foram consensuais.

Detido desde o dia 20 de janeiro sem direito a fiança, o lateral buscou três pedidos de liberdade provisória, todos negados pela Justiça espanhola. No período, chegou a trocar o seu principal advogado de defesa, substituindo Cristóbal Martell por Inés Guardiola.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Daniel Alves processará sua ex-esposa

Completando dez meses de prisão na última segunda-feira (20), o lateral Daniel Alves parece estar longe de encerrar as polêmicas de sua vida pessoal. Em nota enviada à imprensa, o ex-São Paulo informou que processará sua ex-esposa, a empresária Dinorah Santana.

Antes considerada a maior defensora do jogador fora da cadeia, ela verá o ex-marido entrar com um processo na Justiça após ela declarar que Daniel “tinha histórico de ausência” em relação aos dois filhos: Daniel, de 17 anos, e Vitória, de 16.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.