Revelado quanto São Paulo ainda deve a Daniel Alves

Dono de intensa e polêmica passagem pelo São Paulo entre 2019 e 2021, o lateral-direito Daniel Alves tornou-se “persona non grata” dentro do Morumbi após se recusar a retornar ao clube após os Jogos Olímpicos de Tóquio. Cobrando salários atrasados, o jogador optou por rescindir seu contrato com o Tricolor na época.

Longe do São Paulo, o brasileiro viu sua carreira decair com os anos com passagens apagadas por Barcelona e Pumas, do México. Para piorar, Daniel Alves sairia das páginas esportivas para as policiais em janeiro do último ano ao ser acusado de agressão sexual a uma jovem de 23 anos em uma boate de Barcelona, na Espanha.

No fim de fevereiro, o agora ex-lateral enfim conheceu sua sentença por parte da Justiça do país europeu. Julgado, Daniel foi condenado a quatro anos e meio em regime fechado. Mesmo assim, ele contniuou recebendo uma verdadeira fortuna do São Paulo até ter sua liberdade condicional concedida: R$ 450 mil por mês.

Em recente entrevista para a Folha de São Paulo, o presidente Julio Casares confirmou que continua arcando com o acordo firmado após a polêmica saída do lateral em setembro de 2021: “Na saída dele fizemos uma confissão de dívida e um acordo que baixou de R$ 50 milhões para R$ 25 milhões. Estamos pagando”.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Em balanço financeiro divulgado no fim do último mês, o São Paulo confirmou a fala do mandatário. De acordo com o documento, o clube ainda possui uma dívida de R$ 10.150.000 com o ex-lateral. No fim de 2022, o valor era de R$ 20.412.000.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.